Melhore seu posicionamento

por  Ian Fox     Fonte : www.bluefinz.com

Tradução : Otávio Viegas

 

Você está velejando, tentando impedir que a prancha fique pulando, seus braços doem, seus pés estão se cansando. E quando você pensa que não pode ficar pior alguém passa zunindo por você, relaxado e calmo, com o dobro da sua velocidade.

Qual é o segredo que os bons velejadores têm? O que eles fazem para serem tão rápidos, darem melhores jibes, cansarem menos? Uma palavra: POSTURA. Outras coisas também ajudam, escolha e regulagem do equipamento e preparo físico entre outras coisas, mas vamos imaginar que você cuidou de tudo. O que resta é como você usa seu corpo.

Melhorar sua postura é a melhor evolução que você fará no windsurf. Mas como aprender algo tão pessoal? Observação cuidadosa de bons velejadores vai lhe mostrar que todos usam o corpo de maneiras bem semelhantes, e o que você verá aqui é a diferença entre um velejador intermediário e um expert.

Dois velejadores e suas posturas.

Digamos que você está no estágio onde você usa o trapézio confortavelmente e usa as alças. Nesse estágio muitos velejadores usam a postura da foto.


Agora vamos dar uma olhada em outro velejador. Ele parece confortável, e essa foto foi tirada logo após a largada de uma regata. Comparar as posturas dos dois velejadores é revelador. A maior diferença é simplesmente que o velejador acima está com o corpo “esticado” sobre a água, afastado da prancha e da vela e o outro velejador está com o peso do corpo sobre a prancha. Esta postura “esticada” é o segredo, a essência de uma boa postura.

 Por que é necessário “esticar” o corpo?

 Quando você está velejando, as principais forças que você tem que enfrentar são:

  • A Força da vela
  • O arrasto da prancha
  • Lift e arrasto da quilha

 A única maneira de resistir e controlar essas forças é através do peso do seu corpo. Não importa o quanto você seja forte, você eventualmente se cansará e será impossível resistir a essas forças depois de um tempo. Usar o peso do seu corpo efetivamente lhe possibilitará velejar mais, ir mais rápido e controlar a prancha na água.

Se você não está usando seu peso para contrabalançar essas forças, você é um “passageiro”, sujeito ao rig te puxar para todo lado e a prancha pular como louca. Se você se “esticar”, e manter pouco peso nos seus pés, colocando todo seu peso no trapézio, você é o piloto, controlando a prancha e o rig sem se cansar facilmente.

A postura é algo complexo, você está usando seu corpo em 3 dimensões. Para que você entenda como melhorar esta habilidade, vamos dividi-la em partes usando como exemplos as posturas dos 2 velejadores. 

BRAÇOS, OMBROS E CABEÇA


Observem bem os dois velejadores:

  • Os braços do velejador na foto à esquerda estão dobrados, resistindo muito da força da vela com os músculos, os braços do velejador à direita estão esticados e relaxados, mesmo durante uma regata.
  • Os ombros à esquerda estão “travados”. Os ombros à direita estão esticados.
  • O tronco do velejador à esquerda está na direção de onde ele está indo, o braços atrás na retranca não pode ser utilizado com eficiência. O da esquerda está paralelo à prancha permitindo que ele use o peso do seu corpo ao máximo.
  • E o mais revelador de tudo. O velejador à direita está olhando sobre seu ombro. A cabeça do velejador à esquerda está na direção de onde ele está indo, abrindo todo seu tronco para frente e não mantendo seus joelhos, quadril e ombros paralelos à prancha.

 O que fazer?

  • Primeiramente, virar o corpo de frente para a vela, isso fará seus ombros e quadril ficarem paralelos à prancha.
  • Virar a cabeça olhando sobre os ombros.
  • Esticar os braços para que fiquem relaxados.
  • Relaxar os ombros.

 Abaixo do quadril, pernas e pés.


Vamos comparar os dois velejadores novamente, dessa vez a parte de baixo do corpo. As pernas do velejador à esquerda estão quase retas, com uma leve flexão nos joelhos, para absorver e suavizar o andamento da prancha. As pernas do veledaor à direita estão dobradas, colocando o seu peso sobre a prancha. Usando os pés, o velejador à esquerda pode manter a prancha reta, isso faz a prancha andar com mais suavidade sobre a água. Novamente, o que fazer?

  • se “pendurar” no trapézio e esticar as pernas mantendo apenas uma leve flexão nos joelhos.
  • Pressionar os dedos e usar a planta do pé para pressionar o casco da prancha.
  • Manter o peso fora do calcanhar já que isso faz a borda da prancha afundar impedindo de manter a prancha reta.

 Colocando tudo junto:

Observe bem a vela na foto acima. A parte de baixo da vela está sobre o deck, centralizada sobre a prancha. Toda a vela está “em pé” e exposta ao vento, mas como o “gap” fechado e caçada. Tudo isso é alcançado através da postura.

Agora observe a vela na nessa foto. Ela está aberta, com a parte de baixo muito acima da prancha. O ângulo da vela muito aberto em relação ao vento, reduzindo a potência da vela. Apenas mudando a postura resultaria na vela mais caçada em uma posição semelhante a da outra foto.

Há um enorme benefício apenas pela mudança na postura. Você automaticamente caçará mais a vela, aumentando a potência que a vela pode gerar. Você irá mais rápido, orçará melhor e terá uma velejada mais suave.

A POSTURA CAMPEÃ

Vejamos como faz o campeão mundial Kevin Pritchard . Imagine uma linha através do centro da prancha, da proa em direção à popa. Você notará:

  • O quadril, ombros, joelhos e tornozelos estão paralelos a essa linha
  • Os ombros estão esticados e os braços relaxados
  • O peso do corpo sobre a água com os pés leves sobre a prancha
  • Kit trapézio longo e mais para trás na retranca para permitir “esticar” o corpo e usar o corpo para caçar a vela
  • Ele não está nem muito adiante nem muito atrás na prancha, está de frente para a prancha, usando seu peso para manter a vela caçada
  • Os pés dirigem a prancha, note o ângulo do pé de trás
  • A vela está sobre a prancha, alinhada com a linha imaginária no meio da prancha.

Sem esforço, elegante, potente. Esse é o objetivo de uma postura correta.

Comments